[ editar artigo]

A cor desejada não é a cor aplicada ou vice e versa

A cor desejada não é a cor aplicada ou vice e versa

A maioria das mulheres que pensam em mudar a cor dos seus cabelos, procuram uma ideia de modelo em revistas e em cabelo de famosas ou não, mas com uma coisa em comum, a cor tão desejada de forma brilhante e extasiante como na foto ou na cartela de cores.

Se essa mulher não tem uma orientação que seja no mínimo adequada e vai em busca dessa cor na prateleira da farmácia, começa aqui uma jornada rumo ao desconhecido.

Sim, digo isso porque as colorações da farmácia tem  nas caixinhas aquela cor que ela viu na revista ou na cartela do cabeleireiro e pensa: "pra que pagar o cabeleireiro se a cor tá aqui bem na minha frente e posso fazer em casa ou levar para o cabeleireiro aplicar".

Pensamento um tanto quanto indisplicente e até mesmo  irresponsável, mas isso de forma totalmente ingênua, pois a cor que ela quer é a cor que está ali na frente dela e ao seu alcance. 

E assim acontece com muitas mulheres que nesse caso são apenas clientes. A coisa começa a pesar quando ela pega essa caixinha da prateleira e leva até o seu cabeleireiro ou muitas vezes entra no primeiro que vê e fala: "Quero pintar meu cabelo dessa cor".

Veja esse vídeo do Alejandro Valente:

 

E agora a coisa piora um pouco mais.

O cabeleireiro que está ali ainda talvez esteja começando ou não, e falo isso de carteirinha, pois muitas vezes cometi esses erros primários e isso aconteceu por muito tempo, alguns deram certo, isso foi sorte, mas cabelo é loteria? (Será?)  

De verdade, o que define sucesso nessa área é conhecimento e a sorte é da cliente, pois vai precisar encontrar o profissional certo para tal missão.

Esse é o 1º  erro nesse caso, digo erro porque, ao aceitar isso de aplicar a cor que a cliente traz ao salão, você passa o seu diploma para a cliente, pois ela parece saber mais que você, segundo a cor que ela quer está na caixinha e o cabelo dela você nem percebe mas está longe de conseguir aquela cor sem talvez descolorir ou até mesmo não ter o pigmento necessário para escurecer no tom desejado. 

O 2º erro, ela traz uma caixa contendo 50 gramas de cor, sendo que o cabelo dela pode pedir até 120 gramas de cor ou seja duas caixas de 60 gramas.

E agora vem o 3º erro e o maior deles,  a falta de conhecimento faz você aplicar aquela cor sem o diagnóstico adequado que esse determina: 

DIAGNÓSTICO CAPILAR 

  • Cor que o cabelo se encontra;
  • Cor desejada;
  •  % de brancos ou não;
  •  Determinar qual volumagem da água oxigenada será usada;
  • Se precisa de uma pré descoloração para deixar o fundo de clareamento certo para conseguir a altura do tom e reflexo desejado.

Você percebe quanto precisa se pensar para conseguir um resultado satisfatório?

E o diagnóstico é o fator determinante para o sucesso do resultado?

Até aqui deixo claro o quanto é importante o conhecimento profissional para se aplicar uma cor e conseguir o efeito desejado, digo isso pois sou um pouco radical quando ouço uma cliente dizer :"Nossa o cabeleireiro me cobrou muito caro pra fazer a minha coloração". 

Enquanto houver a falta de conhecimento sobre esse assunto para muitos profissionais, não teremos o respeito que merecemos, pois realmente a facilidade de acesso a esses produtos nos fazem refém de pessoas sem informação e que se acham mais entendidos do que nós que estudamos e muito para conseguir entregar o resultado de desejo para as clientes.

E agora vem o momento que define esse texto pelo seu título: 

A cor desejada não é a cor aplicada ou vice e versa.

Deixo claro com ponto final que isso não é uma pergunta e sim uma afirmação, pois ao aplicar uma coloração ou tonalizante em um cabelo envolve muita matemática de cor, pois precisamos lembrar que a cor que contém no cabelo ou no resíduo da cor conhecido como Fundo de Clareamento, precisa ser somada e assim conseguir unir suas nuances e reflexos revelando o tão desejado resultado.

Por isso eu digo, ser colorimetrista é preciso conhecimento, pois muitos ainda trabalham de forma equivocada e esse crescimento depende de sua atitude profissional cabeleireiro e cabeleireira, tomando a decisão de apagar tudo o que você entende sobre colorimetria e começar uma nova história. 

 

Espero você na próxima turma de Colorimetria Avançada. 

 

Osvaldo Morroni

 

 

Equipe Valente - Colorimetria
Osvaldo Morroni
Osvaldo Morroni Seguir

Cabeleireiro - AJ Hair Studio

Ler matéria completa
Indicados para você