[ editar artigo]

Do que é constituído o fio de cabelo ?

Do que é constituído o fio de cabelo ?

Do que é constituído o fio de cabelo? Se você é cabeleireiro, sei que tem muito conhecimento: corte, escovas, mechas, colorimetria... Mas e quanto à constituição do fio, você compreende a estrutura dessa base capilar?

Constituição do Cabelo

A Constituição do Cabelo envolve diversos termos, alguns mais complexos e outros mais simples que, em conjunto, dão um pouco mais de sentido ao trabalho nesses característicos pelos humanos.

As Cutículas tem uma das funções mais importantes, pois compreendem as chamadas "escamas” protetoras sobrepostas que, constituídas por aminoácido (ceramidas e ácidos graxos essenciais) e minerais, agem como uma armadura que protege o fio, dando brilho e mantendo o seu aspecto saudável.


O Córtex é o centro do fio e corresponde a 90% da fibra capilar, nele temos o DNA do cabelo, ou seja, suas principais características como cor e até mesmo a sua resistência. Quando realizamos algum processo químico, é nele que estamos trabalhando: 
modificando sua cor ou sua estrutura. Esta é formada por um conjunto de fibras, unidas por uma grande concentração de queratina rica em enxofre e grãos de melanina. 

A Melanina é a proteína responsável pela cor no cabelo, pois tem como função a pigmentação e a proteção contra os raios solares. Quando falamos de cabelo, principalmente, temos que pesar que existem três tipos de melaninas*:

- EUMELANINA: Azul
- FEOMELANINA: Amarelo 
- TRICOSIDERINA: Vermelho

*Os Cabelos Brancos representam a falta de melanina

Temos também a Medula que está localizada na parte central do fio, cuja densidade celular se compõe, basicamente, por células mortas e ocas. No primeiro instante da fase de germinação do fio, ela age direcionando o novo fio em direção ao poro. O curioso que ela tem pouca influência no cabelo formado...

Ciclo de Vida Capilar

O Ciclo de Vida de cada fio de cabelo é marcado por fases de crescimento, repouso e queda. Sabia que quase 90% dos nossos cabelos estão na fase de crescimento?

Depois de um curto período de repouso, em que para de crescer, o fio cai e, no seu lugar, um novo fio entra na fase de crescimento. Por isso, uma pessoa pode perder entre 50 a 100 fios de cabelo todos os dias, sem risco de desenvolver calvície!

Devido ao processo de renovação contínua, a duração média de um fio de cabelo, do nascimento até a queda, é ao redor de um ano e meio a dois anos, até 3 anos.

Problemas no Fio do Cabelo

Apesar do fio ter uma formação magnífica, ele não é perfeito, já que nele surgem diversos problemas (alguns que ainda estão em estudo, inclusive), mas que até o momento, cientificamente, temos explicação.

No que tange aos fios, os problemas mais recorrentes - e de maior procura de solução - são o da calvície e da alopécia. 

A Calvície ou alopécia androgênica é uma condição de perda gradual de cabelos que afeta mais os homens, visto que a queda dos cabelos está diretamente associada à presença dos hormônios sexuais masculinos, de modo especial à presença da testosterona. 

As mulheres também produzem esse hormônio, mas em quantidade bem pequena. Por isso, nelas, os casos de calvície são mais raros e, quando ocorrem, a perda é menos drástica.

A Alopécia Areata é marcada pela perda de cabelo em uma determinada região específica, normalmente num formato circular. As  duas principais causas dessa queda permanente dos cabelos são a hereditariedade e o excesso de hormônios masculinos. Ambos promovem a atrofia dos folículos (bulbos) capilares e aceleram a queda definitiva.

Há influência também do excesso de oleosidade, típico da dermatite seborreica, do uso exagerado de produtos químicos e remédios, de distúrbios da tireoide, da má alimentação,  e do estresse - tornando alguns casos reversíveis. Outra causa comum envolve o puxar exagerado dos cabelos para prendê-los em rabos de cavalo ou tranças.

O tratamento bem orientado por um profissional médico especializado pode trazer ótimos resultados.

Recomendações

Alguns casos de perda de cabelos merecem atenção especial, pois nem todos os tratamentos para calvície (muitos se dizem milagrosos) produzem os efeitos desejados e pode ter reações colaterais adversas. É importante ficar atento se:

* os cabelos estão caindo mais depressa e em maior quantidade nos últimos meses, ou caem em tufos;

* o couro cabeludo está vermelho, coça muito ou arde;

* a produção de oleosidade está muito acima do normal;

* sinais de caspa aparecem nas roupas e nos fios.

Para finalizar, lembre que, como todas as outras funções do organismo, a renovação dos cabelos fica mais lenta com o passar dos anos e parte dos fios que caíram não voltam a crescer. De acordo com a herança genética, esse tipo de alopecia atinge em graus diferentes os homens e as mulheres depois os 50 anos.

Espero que as informações possam te ajudar, volte sempre .

Até breve!

 

 

Alejandro Valente
Elizete Souza Costa Jardim
Elizete Souza Costa Jardim Seguir

Elizete jardim ,especializada em colorimetria , Colorimetria Avançada By Alejandro Valente. E especializada em cortes avançados Academia do c Corte. Claudiney Ravaglia e Alejandro Valente.

Ler matéria completa
Indicados para você