[ editar artigo]

Manchinhas causadas pelo estufamento do pó descolorante. Qual a causa e como evitar essas famosas e tão temidas "oncinhas"?

Manchinhas causadas pelo estufamento do pó descolorante. Qual a causa e como evitar essas famosas e tão temidas

Olá pessoal!!!

Hoje vim passar um dos conhecimentos que adquiri através do curso do de Colorimetria Avançada.

Sempre tive muito medo de realizar qualquer procedimento com papel alumínio no cabelo da cliente, assim como muitos de vocês, principalmente quem está iniciando na profissão.

Quando o desejo da cliente era fazer mechas no papel, eu sempre me apavorava, tentava convencê-la que a melhor opção para o cabelo era fazer mechas na touca, pois ficaria melhor, mais bonito e bem próximo da raiz, coisa que com o papel não iria ter o mesmo resultado. Sim, acreditem cheguei a fazer isso...rs.

Sempre que eu realizava o procedimento no papel vazava produto na raiz e o pior, eu não sabia como consertar o problema. Eu até tentava, mas sempre ficava diferente da cor do cabelo.

E por que isso acontece? 

Uma das causas que faz com que apareça essas tão famosas e temidas manchinhas é a preparação do pó descolorante. Nunca devemos deixar o produto muito líquido, o ideal é deixar o pó descolorante mais cremoso para poder aderir o papel e não deixar com que escorregue.

Outro ponto importante é quando a cliente fica balançando muito a cabeça, isso faz com que o papel alumínio escorregue vindo a causar também manchas (oncinhas) no cabelo.

Temos que ficar atentos ao modo correto de aplicar o pó descolorante no cabelo para não manchar a raiz. Nunca devemos aplicar o produto muito próximo da raiz, o ideal é sempre deixar um centímetro de distância para quando o produto expandir não causar a manchas.

Outra fator que ajuda a ocorrer as manchinhas no cabelo é o tempo em que o produto fica exposto no cabelo.

O pó descolorante se expande depois de um tempo, isso acontece quando o produto fica mais de uma hora em contato com o cabelo, causando também as terríveis manchas na raiz. Para isso não acontecer sempre devemos começar com uma OX a menos na nuca... exemplo: comece com 20 volumes na nuca e vai aumentando nas laterais e topo, assim você vai ter mais tempo para colocar o papel em toda a cabeça sem correr o risco do produto expandir.

Se mesmo com todo esses cuidados acontecer de manchar a raiz, não se desespere, vamos concertar o problema. Mas como? Em primeiro lugar temos que identificar a cor do cabelo natural da cliente. Feito isso, temos que ver qual a cor das mechas escolhida pela cliente.

Se for mechas mais quentes e o cabelo natural da cliente for um 5.0, devemos nesse caso aplicar um 4.3 somente nas manchinhas, fazendo assim utilizamos a técnica de escurecimento que nesse caso o 4 vai desbotar para o 5 e o .3 que é dourado para desbotar para o natural chegando no 5.0... entendeu?

Se a cliente escolheu mechas mais frias, ou seja, mais para cinzas, platinadas, nesse caso devemos escurecer com cinza. Aplicamos um 4.1 ou 5.1 dependendo da cor natural do cabelo da cliente, mas sempre devemos aplicar somente onde acorreu as tão temidas manchinhas.

Através desse e de outros conhecimentos, hoje consigo fazer as mechas no papel e sem medo, pois o conhecimento liberta como diz o Alejandro Valente. E realmente liberta mesmo, hoje não tenho mais medo da raiz manchar ou das temidas "oncinhas".

Vejam o vídeo em que o Alejandro explicar melhor sobre a raiz manchada:

Espero ter ajudado vocês. Sempre busquem conhecimento, pois somente ele nos liberta e nunca ninguém vai tirá lo de você!

Até a próxima...bjs 

Alejandro Valente
Ler matéria completa
Indicados para você