[ editar artigo]

Matemática da Colorimetria

Matemática da Colorimetria

Parece estranho falar de matemática em um espaço criado pra manter o cabeleireiro bem informado e atualizado.

Para quem ama matemática e a domina pode ser animador, mas confesso, não é o meu caso, não fui uma boa aluna nessa matéria. Mas acontece algo importante, talvez já tenha acontecido com você, quando juntamos algo que gostamos de fazer, que nos dá prazer, com algo desafiador que não gostamos, cria um equilíbrio e o que era um desafio, algo desagradável, se torna prazeroso.

Foi o que aconteceu quando comecei fazer o curso Colorimetria Avançada. Em primeiro momento a expressão "Matemática da Colorimetria" foi assustadora, mas a felicidade de aprender a complexidade da Colorimetria e ver tudo fazendo sentindo, fez a matemática se tornar leve e prazeroso.

A questão é: Onde se encaixa a matemática no nosso trabalho de cabeleireiro, na colorimetria?

Para entender isso melhor, é necessário saber exatamente o que é colorimetria. Se perguntarem à você o que é Colorimetria, o que você responde?

Para muitos, colorimetria é saber misturar coloração e aplicar no cabelo da cliente a cor de desejo, que se encontra em sua cartela de cor que só ela tem e saber qual cor neutraliza a cor indesejada seguindo a estrela de Oswald.

Mas a colorimetria é o estudo profundo da cor capilar, pigmentos contidos no cabelo, cor revelada no fundo de clareamento mais a cor cosmética que será aplicada.

Você sabia que se você não conseguir repor os pigmentos faltantes na quantidade exata no fundo de clareamento certo, o cabelo chumba ou escurece mais do que o necessário? É necessário saber a reação química do produto no cabelo.

Por que em alguns casos a cor na raiz fica diferente do restaurante do cabelo? Quando isso acontece houve um erro matemático de tempo ou o oxidante tinha que ser de cálculo diferente do restante do cabelo.

Sabemos que a cores naturais do cabelo são:

  • Preto 

No preto não há revelação de fundo de clareamento, por isso pode ser aplicado direto 1.0 o preto. Gosto muito dessa cor e chamo de preto carvão.

  • Castanhos escuros a castanho claro 

O castanho escuro contém uma quantidade maior de azul e pouco vermelho, onde se revela no fundo de clareamento vermelho violeta.

Também temos castanho claro que contém uma maior quantidade de vermelho mais que de azul, por isso revela no fundo de clareamento o vermelho.

  • Loiros

Nos loiros, já começa a evidenciar uma quantidade de amarelo onde se revela no fundo de clareamento vermelho laranja, amarelo laranja.

E temos loiro médio com quantidade igual de amarelo e vermelho onde é revelado no fundo de clareamento laranja.

Loiro muito claro e claríssimo se evidência uma quantidade maior de amarelo onde se revela amarelo no fundo de clareamento.

Tendo conhecimento disso sabemos que é necessário fazer uma matemática.

Temos forças de oxidante variadas, as mais usadas são 20, 30, 40 volumes.

Cor natural do cabelo + cor revelada no fundo de clareamento + tons que deseja alcançar + força do oxidante. Tudo tem que ser somado.

Exemplo: Cor natural- 5 

  • Cor do desejo- 8
  • Tons a alcançar- 3
  • Oxidante- 30 volumes
  • Fundo de clareamento- amarelo laranja

Essa soma da matemática será: 

Cor aplicada 8.2+ 8.8 ox 30 vl = 8.0 

É isso a matemática da Colorimetria!!

Dê sua opinião. Esperamos por você!

 

Elizete Souza Costa Jardim

Equipe Valente - Colorimetria
Elizete Souza Costa Jardim
Elizete Souza Costa Jardim Seguir

Elizete jardim ,especializada em colorimetria , Colorimetria Avançada By Alejandro Valente. E especializada em cortes avançados Academia do c Corte. Claudiney Ravaglia e Alejandro Valente. elizetesouzajardim@gmail.com

Ler matéria completa
Indicados para você