[ editar artigo]

O que é cabelo poroso e como tratar esse cabelo?

O que é cabelo poroso e como tratar esse cabelo?

O que é cabelo poroso e como tratar esse cabelo? Neste artigo falarei sobre cabelo poroso. O que é? O que causa a porosidade? Como tratar? Enfim... definir e explicar um cabelo poroso, com alternativas de tratamento.

Cabelo poroso é visível quando os fios possuem as cutículas inchadas, eriçadas, ou seja, estão abertas. O fio de cabelo é composto por várias camadas de cutículas, como escamas umas sobre as outras, com a função de proteger o fio contra as agressões externas, a exemplo dos raios solares, vento, ao nosso toque, poeira, etc.

Tais cutículas ajudam a manter a umidade do fio, segurar os tratamentos, a cor e os aminoácidos. Como é formada por queratina, se compõe de 9 à 13 camadas de cutículas que protegem o interior do fio de cabelo. No cabelo poroso, caso que estamos tratando, estas cutículas estão abertas. 

Infelizmente, é uma condição do cabelo que dificilmente segura tratamento, não segura coloração, nem tonalização...enfim, os produtos que são aplicados no fio tem baixa fixação.

Pra entender melhor o que é cabelo poroso, assista o vídeo do Alejandro Valente em seu canal no YouTube:

 


Porque o cabelo fica poroso?

O cabelo fica poroso devido ao excesso de procedimentos químicos, sem o correto tratamento após essas intervenções.

Quando fazemos uma coloração em que o pH é alcalino (em torno de um pH 10), ocorre a dilatação da cutícula, pois para abrí-las, o pH precisa, quimicamente, ser mais alto que o do cabelo (em torno de 4,5 a 5,5). Essa coloração, durante o processo, entrará por entre as cutículas, revelando o pigmento e se fixando no córtex.

Para que a cor tenha durabilidade, será necessário fechar essas cutículas através de tratamento e condicionador. Muitas pessoas fazem inúmeras colorações e não tratam seus cabelos, o que impulsiona o surgimento de porosidade nos fios.

Outro fator que contribui para que o cabelo fique poroso é o processo de descoloração no cabelo já descolorido, ou em que o pó descolorante fica mais tempo do que o cabelo resiste, sem o devido tratamento no final do processo (para devolver o que foi retirado do fio).

Pode ocorrer também em função que, na maioria das vezes, no retoque de mechas, o profissional invada com o pó descolorante áreas previamente descoloridas, causando, portanto, porosidade nessa emenda. E, normalmente, o cabelo é mais poroso nessas emendas de retoque de mechas.

No geral, o cabelo é mais poroso nas pontas devido ao excesso de descoloração, má manutenção, tonalizações com super clareador (que tem um percentual maior de amônia com maior eriçamento da cutícula) e realização de vários e vários processos químicos sem devolver os nutrientes que foram retirados... 

Fazer com que o cabelo volte ao seu pH natural, que é entre 4,5 e 5,5, através de produtos com baixo pH propulsiona o poder de fechar as cutículas com o tratamento dentro do fio.

Fatores como os raios solares, a água do mar, água da piscina, vento, shampoos e produtos com pH alcalino, ou seja, pH mais alto que o pH do cabelo, uso de prancha e secador sem protetor térmico também causam a abertura do fio.

Portanto, por mais que existam diversas alternativas para que o cabelo fique poroso, o excesso de procedimentos químicos e agressões externas sem o devido tratamento no final predominam como causa, levando à dilatação das cutículas e deixando sempre o fio exposto, sem segurar cor e tratamentos.

 

Níveis de porosidade 

O cabelo pode ter vários níveis de porosidade: baixa, normal e alta porosidade.

Quando o cabelo tem baixa porosidade, significa que ele tem as cutículas muito fechadas e isso dificulta a realização de alguns tratamentos e processos químicos. Quando o nível está muito baixo, o fio de cabelo tem uma certa resistência para a execução de procedimentos químicos e também para a entrada de nutrientes durante um tratamento.

Como o cabelo com baixa porosidade, como falado anteriormente, está com as cutículas completamente fechadas, aparece o problema de aumento da oleosidade, pois esse fio tenderá a acumular o sebo do couro cabeludo mais rapidamente, deixando-o com aspecto pesado na raiz.

O ideal é utilizar produtos mais leves, com texturas menos consistentes e fazer hidratações pra devolver umidade ao fio.

Quando a porosidade é normal, o cabelo consegue absorver nutrientes e segurar a cor. Ter um pouquinho de porosidade é bom para a fibra capilar.

Quando o cabelo tem alta porosidade, ele tem um pH em nível alcalino, por isso as cutículas ficam sempre eriçadas. Devido a esse fator, a entrada de agentes externos - que prejudicam o fio de cabelo - é facilitada, contribuindo para que o fio do cabelo não segure a cor e nem os nutrientes dos tratamentos. Esse cabelo fica com o aspecto áspero e opaco, sem brilho, volumoso e rebelde.

Uma maneira de saber qual é o grau de porosidade é fazer o teste caseiro: pegar um fio do seu cabelo e colocá-lo em um copo de água.

Neste teste, podemos perceber que o cabelo com baixa porosidade não absorve a água e boia. Já o fio com porosidade normal absorve um pouco de água e afunda um pouquinho. O fio com alta porosidade vai para o fundo do copo (por estar com as cutículas bem abertas) e absorve rapidamente a água, mas claro, esse fio absorve rapidamente o que é colocado nele e, ao mesmo tempo, não consegue segurar. 

Dicas de como tratar um cabelo poroso

Muitas pessoas usam óleo reparador de pontas para tirar o aspecto de cabelo poroso, porém por ser um efeito temporário, o óleo faz com que as cutículas fiquem fechadas até que o cabelo seja lavado. Portanto é uma solução de efeito paliativo, com eficácia apenas quando há uso do óleo.

Mas então o que fazer pra melhorar e diminuir a porosidade?

Primeiro passo é parar com a agressão ao cabelo, ou seja, evitar por um período os processos químicos para que o cabelo tenha tempo de se recuperar através de cuidados como hidratação, nutrição, reconstrução.

É preciso devolver ao cabelo a umidade, as proteínas, aminoácidos, óleos graxos e queratina...enfim, devolver o que o cabelo perde com os inúmeros procedimentos químicos.

O cabelo poroso não tem umidade suficiente, ou seja, não tem água e, para  devolver essa umidade natural, é essencial fazer hidratação com regularidade que devolva a água ao fio. No final do processo utilizar um produto de pH ácido também é recomendado, pois o ácido fechará a cutícula.

Deve também ser feita a nutrição, que compreende a devolução ao fio dos aminoácidos, proteínas e óleos, ou seja, devolver nutrientes que dão emoliência a esse fio.

Fazer também a reconstrução cuja base é de queratina, para preencher as fissuras que existem no fio. A queratina deixa o fio um pouco enrijecido, por isso é necessário estabelecer um cronograma capilar, onde se intercala hidratação, nutrição e reconstrução, devolvendo então a  umidade, nutrientes e queratina para recompor a fibra capilar.

Esse processo de recuperação do fio não é rápida, por isso é preciso se dedicar e fazer semanalmente esses processos até que o cabelo se recupere.

Quando voltar a realizar processos químicos sempre fazer o devido tratamento no final para que o cabelo mantenha-se sempre saudável. 

Gostou deste artigo? Curta e compartilhe com suas amigas pra elas também cuidem de seus cabelos e saibam o que fazer pra diminuir a porosidade dos fios. 

Qualquer dúvida deixe nos comentários que responderei com o maior prazer!

Fernanda da Silva Bertelli


 

Alejandro Valente
Fernanda Da Silva Bertelli
Fernanda Da Silva Bertelli Seguir

Sou cabeleira e colorimetrista, amo o que faço. Instagram @nandabertellihair

Ler matéria completa
Indicados para você